Arquivo da categoria ‘Importante’

Será que finalmente estamos prontos para admitir que os métodos tradicionais de ensino são pouco eficientes e devem evoluir rapidamente? Pelo menos é o que aponta um estudo publicado pelo governo americano, que compila os resultados de 10 anos de pesquisa e conclui que os recursos de aprendizagem on-line constituem uma maneira mais eficiente de aprender do que o ensino tradicional.

A pesquisa (em inglês, arquivo PDF) propôs uma meta-análise que chega a uma conclusão já amplamente difundida no mundo corporativo: sentar em uma cadeira e ficar olhando alguém falar não leva o aluno a grandes resultados. Neste contexto, devemos nos lembrar de como nasceu o modelo de educação em vigor e questionar por que é tão difícil fazê-lo evoluir. Quais são os mecanismos que realmente despertam o aprendizado e como desenvolvê-los?

Assistir não é aprender!

O pecado original da área educacional é tratar o conhecimento como se existisse a possibilidade de transferi-lo, como se transfere vinho da garrafa para o copo. Porém, conhecimento não se transfere, mas se constrói; o futuro do aluno depende menos de quem sabe e mais de o que ele mesmo vai fazer para aprender. A industrialização do processo educacional foi influenciada pela filosofia Taylorista; em geral, os governos são considerados responsáveis por preparar, em grande escala, cidadãos e profissionais capazes de sustentar a economia do futuro. Por questões logísticas, desenhou-se um modelo para dividir o problema em partes: por idade, por ano, por matéria, por sala, por região. Assim, foi abafada a individualidade do desenvolvimento intelectual, procurando um difícil equilíbrio entre ensinar a todos e respeitar o ritmo de cada um.

Continue lendo a matéria clicando aqui.

Fonte: iMasters.uol.com.br

Anúncios

90.000 visitas – Muito obrigado a todos vocês…

Publicado: 13/05/2009 por Robert Lucas em Celular, Importante

Pois é gente, hoje chegamos a 90 mil visitas ao meu blog, o que a pouco tempo eu estava comemorando os 10 mil, agora são 90 mil… E caminhando para o milhão… =]

Quero agradecer do fundo do meu coração a todos vocês que vem ao meu blog para se informar, e por isso noticio novidades para esta semana, como tenho tido pouco tempo ultimamente, não poderei marcar uma data correta, mas irei fazer um post essa semana e outro semana que vem, que serão 2 reviews de celulares que adquiri esses dias e vou falar sobre aqui.

Então logo, logo vocês poderão ver os reviews de:

1) Review 1LG KP570 Cookie
2) Review 2LG KE990 Viewty

Os dois com são celulares touchscreen da LG e são ótimos.

Aguarde a nova atualização…

OBRIGADO mais uma vez pela visita.

Blu -Ray?

Publicado: 17/06/2008 por Jojo em Importante, Interessante, Internet

Estava eu ontem passando por uma loja aqui perto quando li qualquer coisa sobre Blu-Ray. Fiquei curiosa e resolvi pesquisa e achei bacana para colocar aqui.
“Disco óptico de última geração, lançado no mercado em 2003, o Blu-Ray é a tecnologia criada originalmente pela Sony que pretende substituir o DVD nos próximos anos. Cada disco tem a mesma dimensão de um DVD, mas tem capacidade para gravar seis vezes mais informações (vídeo, áudio ou dados de computador) que seu antecessor.
O nome é uma referência à cor do laser utilizado para ler os discos. “

“A Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática (CCT) aprovou, nesta quarta-feira (5), parecer favorável do senador Eduardo Azeredo (PSDB-MG) ao projeto de lei que regulamenta o exercício das profissões de analista de sistemas e técnico de informática. A proposta é de autoria do senador Expedito Júnior (PR-RO) e agora será encaminhada à Comissão de Assuntos Sociais (CAS), na qual receberá decisão terminativa.O parecer de Azeredo excluiu da proposta original (PLS 607/07), por sugestão do senador Renato Casagrande (PSB-ES), a possibilidade de criação de conselhos federal e regional de informática. Casagrande lembrou, ao explicar que a proposição continha um vício de iniciativa, que conselhos federais são autarquias e a concepção desses órgãos é prerrogativa do Poder Executivo.O senador Flexa Ribeiro (PSDB-PA) observou que, caso fosse aprovado prevendo a criação dos conselhos de informática, o projeto seria vetado pela Presidência da República. O senador sugeriu que analistas de sistemas e técnicos de informática poderão optar pelo vínculo a algum conselho ou confederação já existente com o qual a profissão tenha pertinência.De acordo com a proposta, a profissão de analista de sistemas somente poderá ser exercida por pessoas que possuam diploma de nível superior em Análise de Sistemas, Ciência da Computação ou Processamento de Dados. Já para desempenhar a função de técnico de informática, o projeto determina a comprovação de diploma de ensino médio ou equivalente de curso técnico de Informática ou de Programação de Computadores. Esses diplomas devem ser expedidos por escolas oficiais ou reconhecidas, ainda de acordo com o projeto.

“É desse profissional que se espera o cumprimento de normas éticas e a colaboração efetiva para que haja segurança nas comunicações e o respeito às normas legais, civis e criminais aplicáveis à atividade”, ressalta Azeredo em seu relatório.”

Fonte: BR-Linux

Até que enfim algo útil vindo lá de cima. Útil para alguns, não tanto para muitos. Mas ainda não é nada 100% concreto a regulamentação dessas profissões. Sendo ou não útil TEREMOS a que recorrer quando precisarmos regulamentar certas “burocracias” as quais muitos passam no dia-a-dia. E sem contar que poderemos aposentar com a nomenclatura que ganhamos ao conquistarmos nossos diplomas.
Deixando bem claro, sou um Técnico em Informática, com muito orgulho!!! E para por aqui… hehehe

Em se tratando de habilidades técnicas, ou você as têm ou as adquire. A pesquisa deste ano mostra que existe demanda por uma ampla gama de habilidades e muitas delas são “quentes” há vários anos.

Mas o que mais constitui uma ótima contratação de TI? Em sua luta incessante para alinhar TI ao negócio, os executivos de TI dizem que, cada vez mais, estão em busca de profissionais que têm não só conhecimento técnico, mas também tino para o negócio e as chamadas “soft skills”, como fortes habilidades para se comunicar e ouvir.

A última pesquisa do Computerworld sobre contratação e habilidades confirma isso. Os entrevistados disseram que oratória e escrita são duas das habilidades não técnicas mais importantes que eles demandam ao contratar funcionários.

É fácil encontrar cursos que ensinam habilidades técnicas, mas qual é a melhor maneira de aprender soft skills? Veja nove habilidades que os empregadores estão buscando e os conselhos de executivos e experts na carreira de TI para adquiri-las.

Leia matéria na íntegra aqui

Fonte: ComputerWorld

Comentando: Você deve ter pelo menos 6 dessas 9. Você tem? ;]

Burnout é uma das conseqüências mais marcantes do estresse profissional, caracterizando-se geralmente por exaustão emocional, avaliação negativa de si mesmo, depressão e insensibilidade com relação a quase tudo e todos (até como defesa emocional).

O esgotamento (não apenas profissional) das pessoas, causado por sua ocupação ou atividade é uma situação cada vez mais comum, e vem recebendo da psicologia e medicina o nome de síndrome de burnout (do inglês, significando combustão completa).

Leia matéria na íntegra aqui

Fonte: Efetividade.net

Comentando: Hoje em dia é muito comum depararmos com pessoas com os sintomas do Burnout, cada vez mais e será ainda mais perceptíveis com o passar dos anos, uma vez que as empresas exigem muito e cada vez mais de seus empregados, ocasionando a sobrecarga de atividades e o acumulo de stress e cansaço. Hoje temos várias empresas se preocupando com este problema oferecendo para seus funcionários atividades variadas durante o horário de trabalho e acompanhamento após o expediente, assim seus funcionários se mantém mais dispostos e produtivos. Eles “perdem” tempo com atividades durante o trabalho mas o ganho com a produtividade é superior a perda de tempo. No meu currículo estarei colocando como observação carga horaria de 4 horas e as 4 horas restantes de atividades “anti-stress”. Será que me contratam? Serei um funcionário ZEN…

O termo “inclusão digital”, de tão usado, já se tornou um jargão. É comum ver empresas e governos falando em democratização do acesso e inclusão digital sem critérios e sem prestar atenção se a tal inclusão promove os efeitos desejados. O problema é que virou moda falar do assunto, ainda mais no Brasil, com tantas dificuldades – impostos, burocracia, educação – para facilitar o acesso aos computadores.

É que inclusão digital significa, antes de tudo, melhorar as condições de vida de uma determinada região ou comunidade com ajuda da tecnologia. A expressão nasceu do termo “digital divide”, que em inglês significa algo como “divisória digital”. Hoje, a depender do contexto, é comum ler expressões similares como democratização da informação, universalização da tecnologia e outras variantes parecidas e politicamente corretas.

Em termos concretos, incluir digitalmente não é apenas “alfabetizar” a pessoa em informática, mas também melhorar os quadros sociais a partir do manuseio dos computadores. Como fazer isso? Não apenas ensinando o bê–á–bá do informatiquês, mas mostrando como ela pode ganhar dinheiro e melhorar de vida com ajuda daquele monstrengo de bits e bytes que de vez em quando trava.

Leia matéria na íntegra aqui.

Fonte: Webinsider