Projeto que regulamenta as profissões de analista de sistemas e técnico de informática tem parecer aprovado na CCT

Publicado: 15/03/2008 por Robert Lucas em Conhecimento, Importante
Tags:, , , , , , , , ,
“A Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática (CCT) aprovou, nesta quarta-feira (5), parecer favorável do senador Eduardo Azeredo (PSDB-MG) ao projeto de lei que regulamenta o exercício das profissões de analista de sistemas e técnico de informática. A proposta é de autoria do senador Expedito Júnior (PR-RO) e agora será encaminhada à Comissão de Assuntos Sociais (CAS), na qual receberá decisão terminativa.O parecer de Azeredo excluiu da proposta original (PLS 607/07), por sugestão do senador Renato Casagrande (PSB-ES), a possibilidade de criação de conselhos federal e regional de informática. Casagrande lembrou, ao explicar que a proposição continha um vício de iniciativa, que conselhos federais são autarquias e a concepção desses órgãos é prerrogativa do Poder Executivo.O senador Flexa Ribeiro (PSDB-PA) observou que, caso fosse aprovado prevendo a criação dos conselhos de informática, o projeto seria vetado pela Presidência da República. O senador sugeriu que analistas de sistemas e técnicos de informática poderão optar pelo vínculo a algum conselho ou confederação já existente com o qual a profissão tenha pertinência.De acordo com a proposta, a profissão de analista de sistemas somente poderá ser exercida por pessoas que possuam diploma de nível superior em Análise de Sistemas, Ciência da Computação ou Processamento de Dados. Já para desempenhar a função de técnico de informática, o projeto determina a comprovação de diploma de ensino médio ou equivalente de curso técnico de Informática ou de Programação de Computadores. Esses diplomas devem ser expedidos por escolas oficiais ou reconhecidas, ainda de acordo com o projeto.

“É desse profissional que se espera o cumprimento de normas éticas e a colaboração efetiva para que haja segurança nas comunicações e o respeito às normas legais, civis e criminais aplicáveis à atividade”, ressalta Azeredo em seu relatório.”

Fonte: BR-Linux

Até que enfim algo útil vindo lá de cima. Útil para alguns, não tanto para muitos. Mas ainda não é nada 100% concreto a regulamentação dessas profissões. Sendo ou não útil TEREMOS a que recorrer quando precisarmos regulamentar certas “burocracias” as quais muitos passam no dia-a-dia. E sem contar que poderemos aposentar com a nomenclatura que ganhamos ao conquistarmos nossos diplomas.
Deixando bem claro, sou um Técnico em Informática, com muito orgulho!!! E para por aqui… hehehe

Anúncios
comentários
  1. Jojo disse:

    esse treco de ter CREA é ridiculo…
    Eu quero meu CRI =)
    Bjos! Té sexta tá?!

  2. homemadecost disse:

    yes steven jhon water elephant australia minor clean clean joke

  3. teddybearcos disse:

    frog australia you kitchen you water university university all frog

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s