Avaliando Ubuntu 7.10 Gutsy Gibbon (Ubuntu Studio)

Publicado: 21/10/2007 por Robert Lucas em Linux, Open Source

No dia 18/10 escrevi um post informando sobre o lançamento do Ubuntu 7.10 Gutsy Gibbon. Hoje estou novamente aqui para expressar minha opinião sobre a nova versão do sistema. Vou dar uma breve opinião sobre os primeiros contatos.
Antes é bom informar que faço uso do Ubuntu Studio, que é uma variante visual do Ubuntu.

Atualização (Não instalação)
Como sou usuário do sistema, optei por atualizar o que já tinha ao invés de instalá-lo do zero, foram baixados 1.700 megas de atualização, entre sistema, programas e bibliotecas que eu já tinha instalado em meu sistema. Foi bem rápida a atualização, já que os servidores da Canonical sempre foram bem velozes (e furiosos).
Foram instalados novos pacotes e desinstalados outros mais que o sistema não iria mais fazer uso, além lógico dos pacotes que foram atualizados.

Primeiro Boot
Como já seria de esperar no primeiro boot tive um problema com a minha placa de vídeo, que é uma NVidia Geforce MX4000, porque eu disse que já era de se esperar, devido ao fato de que há necessidade de instalar o pacote de módulos restritos no sistema, o que não é atualiazado automáticamente, facilmente contornado com a instalação do pacote e gráficos 100% reestabelecidos.
Ao reiniciar pude observar uma melhora no desempenho de iniciação do sistema até chegar a tela de login, onde me surpreendi com o belo visual da tela de login do Ubuntu Studio, o visual do 7.04 já era muito bonito, mas este ficou ainda mais bonito, com uma imagem de fundo meio embaçado com focos luminosos e tal, interessante.

Primeiro contato
Ao iniciar o sistema tudo conforme estava na versão anterior, isso antes de começar a mexer nos menus, houve algumas mudanças para melhor nos menu, onde organizaram melhor a parte som e vídeo, organizando o que é de áudio em um menu e o que é vídeo em outro menu, assim fica melhor para estar procurando os programas.
Logo de cara ativei o efeito 3D, ainda mais leve que a versão anterior e mais bonito, fazendo um esmaecimento interessante da abertura e fechamento das janelas.
A nova versão do OpenOffice está com uma abertura mais rápida, bem como o Firefox, facilitando o uso cotidiano do sistema. A janela de troca de papel de parede está melhor disposta, onde esta com as imagens dispostas em 2 linhas horizontais por vez, ao invés da coluna única de antes. Podendo ainda nesta mesma janela trocar o tema do sistema, fontes utilizadas por ele e os efeitos visuais 3D, podendo ativar todos ou alguns, ou desativá-los. Também na tela de shutdown há mudanças, antes havia 3 opções, Desligar, Reiniciar e Hibernar, hoje além destes, temos a opção Suspender.

Conclusão
Bem, o único ponto fraco que posso apontar até o momento seria a parte para desligar o sistema, pois há uma demora meio cansativa até o desligamento total do mesmo, vindo das versões anteriores e ainda presente nesta versão, mas algo que interfere muito pouco no uso diário do sistema, portanto, tenho que parabenizar os programadores e colaboradores da Canonical pelo trabalho realizado no Ubuntu 7.10 Gutsy Gibbon e pelos desenvolvedors dos programas e bibliotecas que compõem o sistema. Fizeram um ótimo trabalho, continuem assim.

Abraços pessoal
Obrigado pela visita.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s