Alguns mitos sobre os dinossauros

Publicado: 27/02/2007 por Robert Lucas em Uncategorized

Entre os animais que já viveram na Terra, nenhum desperta mais a imaginação do que os dinossauros. E põe imaginação nisso… Resultado: um monte de meias-verdades e lendas sobre eles se espalham livremente por aí.

1) TIRANOSSAURO ERA UM PREDADOR PODEROSO

Não era bem assim. Uma corrente de paleontólogos sugere que o Tyrannosaurus rex não era um caçador tão habilidoso. O que ele gostava mesmo era de comer uma boa carniça. “O tiranossauro tinha massas óssea e muscular muito pesadas, o que o tornava lento na locomoção. E rapidez e agilidade são essenciais para um predador”, afirma o paleontólogo Reinado José Bertini, da Universidade Estadual Paulista (Unesp), de Rio Claro.
Além disso, os “braços” do T. rex eram pouco desenvolvidos e, caso ele tropeçasse numa corrida atrás de uma presa, iria se esborrachar no chão, podendo sofrer fraturas graves. Essas e outras evidências fazem muitos cientistas acreditar que o tiranossauro era preferencialmente necrófago, ou seja, alimentava-se de animais mortos.

Outro mito é que ele foi o maior dinossauro carnívoro. Apesar dos 14 metros de comprimento, 6,5 metros de altura e 8 toneladas de peso, ele era menor do que o giganotossauro, que viveu na atual região da Patagônia argentina. Esse campeão de tamanho podia chegar a medir 15 metros de comprimento, 8 metros de altura e pesar mais de 10 toneladas!

2) OS PTERODÁCTILOS ERAM DINOSSAUROS

Confusão da grossa! A palavra “dinossauro” se refere exclusivamente a bichos terrestres. Nos mares e no ar, o que existiam eram répteis aquáticos e voadores, entre eles o pterodáctilo, um dos mais famosos. Com o tamanho aproximado de um urubu, ele integrava a ordem dos pterossauros, répteis voadores que tinham esqueleto extremamente leve e ossos finos e ocos. Um dos maiores que já existiu foi o quetzalcoatlo. Sua envergadura, de 13 metros, era maior do que a de muito avião teco-teco.

Já os mares pré-históricos eram habitados por seres como os plesiossauros, que atingiam 15 metros de comprimento e tinham um pescoço enorme. Diz a lenda que o famoso monstro do lago Ness, na Escócia, seria um plesiossauro que sobreviveu até os dias de hoje…

3) BRAQUIOSSAUROS E TRICERÁTOPOS VIVERAM JUNTOS

Dois dos dinos que mais aparecem em filmes e desenhos nunca se viram. Os enormes e pescoçudos braquiossauros reinaram há cerca de 150 milhões de anos. Já os tricerátopos, conhecidos pelos enormes chifres na cabeça, só surgiram no planeta quando os enormes braquiossauros já estavam extintos. “Ao contrário do que muita gente pensa, diferentes espécies viveram em diferentes épocas da chamada Era Mesozóica, o período de tempo que começou há 251 milhões de anos e se estendeu até 65 milhões de anos atrás”, afirma o paleontólogo Jonathas Bittencourt, da Universidade de São Paulo (USP) de Ribeirão Preto (SP). A maior abundância de dinossauros ocorreu nos Períodos Jurássico e Cretáceo, os dois últimos da Era Mesozóica. Por isso, o nome Jurassic Park para o filme de Steven Spielberg que tem os dinos como astros.

4) TODOS OS DINOSSAUROS MORRERAM HÁ 65 MILHÕES E ANOS

Hoje, a maior parte dos cientistas acredita que as aves surgiram a partir da evolução de pequenos dinossauros predadores. Então, pelo menos essas espécies não poderiam ter sido totalmente extintas após o impacto do superasteróide com a Terra que teria detonado com os dinos. Os ancestrais das aves provavelmente sofreram algumas perdas com a grande catástrofe planetária, mas depois se recuperaram. Caso contrário, patos, perus, galinhas, pássaros e as demais aves modernas não teriam conseguido evoluir a partir de seus velhos parentes dinossauros.

5) DINOSSAUROS COMIAM HOMENS DA CAVERNA

Sem chance! Jamais um homem de Neandertal ou qualquer outro antepassado humano virou almoço de um tiranossauro ou de qualquer outro dinossauro carnívoro. E por um motivo muito simples: quando os primeiros hominídeos surgiram na Terra, fazia muito tempo que já não havia nenhum vestígio de dinossauros no planeta. Nem por isso os nossos antepassados tiveram vida fácil. Eles precisavam ficar espertos para escapar da fúria de outras feras pré-históricas, como os tigres-dentes-de-sabre, felinos enormes com caninos de 20 centímetros!

6) TODOS OS DINOSSAUROS ERAM BICHOS ENORMES

Nem todos! Quando pensamos nessas feras, as imagens que vêm à nossa mente são de
gigantes como tiranossauros e braquiossauros, que passavam dos 10 metros de comprimento. Mas muitos dinos não eram assim. “Algumas espécies tinham o tamanho de uma galinha. É o caso do microraptor, que viveu há cerca de 124 milhões de anos no território que hoje pertence à China”, afirma o paleontólogo Jonathas Bittencourt. De acordo com os fósseis encontrados na província de Liaoning, os cientistas acreditam que ele media só 50 centímetros de comprimento, tinha penas e vivia trepado em árvores.

Outro dino “anão” era o compsognatho, que pesava por volta de 3,5 quilos e tinha entre 60 e 90 centímetros de comprimento, incluindo a longa cauda. Ele se alimentava de insetos e pequenos lagartos, andava sob duas patas e era muito rápido, qualidade importante tanto na hora da caça como na hora de fugir de predadores maiores.

7) DINOSSAUROS TINHAM CÉREBRO PEQUENO E ERAM BOBOS

Essa idéia vigorou por muito tempo, mas hoje os cientistas defendem que alguns dinossauros eram bem espertos e tinham cérebro relativamente grande. Há quem diga que, se eles não tivessem sido extintos, teriam desenvolvido a inteligência a tal ponto que o mundo hoje seria dominado por eles e não pelos humanos.

Um dos principais métodos para medir a inteligência dos dinos é o chamado Quociente de Encefalização (EQ), que é a divisão entre o volume do cérebro e a superfície corporal. Quanto maior o EQ, mais sabido é o bicho. Por esse método, no grupo dos mais espertos estariam o velociraptor e o troodon, considerado o dino mais esperto de todos. Entre os menos astutos, estariam o apatossauro, o estegossauro e o riojassauro.

8) VELOCIRAPTOR TINHA UMA APARÊNCIA ASSUSTADORA

Não dá para cravar isso pois os especialistas em dinos ainda se dividem sobre o jeitão e o porte de um dos astros do filme Jurassic Park. Há fortes indícios de que o velociraptor era um animal bem diferente daquele que apareceu na tela do cinema. Pra começar, é bem provável que, em vez do visual “lagartão malvado” criado por Spielberg, o bicho tivesse penas cobrindo o corpo. “Não há evidências fósseis diretas, mas os cientistas sustentam essa hipótese porque animais diretamente relacionados ao velociraptor possuíam penas”, afirma o paleontólogo Reinaldo Bertini, da Unesp.

Outra polêmica é sobre o tamanho dele. Parte dos especialistas defende que ele tinha mesmo a altura de um homem, como no filme. Outros cientistas, porém, acreditam que ele não passava de 80 centímetros de altura, o equivalente a um “assustador”… peru.

Mas uma coisa é certa: o velociraptor tinha mesmo garras poderosas e provavelmente caçava em bandos. Por isso, era um eficiente predador.

Fonte: Ceticismo, Ciência e Tecnologia

Anúncios
comentários
  1. Caroll disse:

    Ajudem-me preciso de fazer um trabalho sobre seres vivos ja totalmente extintos e nao consigo… lol! Ajudem-me

    Beijoca

  2. leticia disse:

    Os dinossauros são muitos legais !!!!!!!!!!!!!!!

  3. gabanna disse:

    Eu sou muito chique para falar com uma gentalha como vocês, mais desta vez eu vou dalar, então aproveite, por que será a ultima vez que vcs me verão falando com muma gente tão miseravel!
    Viu eu ja falei, ja falei como vcs são miseráveis em relação a mim!
    Quem prestou atençao, reparou que eu me acho melhor que vcs, meis eu não acho, eu sou!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    hahahaha

  4. Rodrigo César Nunes Pino disse:

    Que confusão essa gente faz! Uma hora diz que descobriram isso e depois já não é bem assim.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s